Laser fracionado Pixel CO<sub>2</sub> – O canivete suíço dos lasers para uso estéticoLaser fracionado Pixel CO<sub>2</sub> – O canivete suíço dos lasers para uso estético

Laser fracionado Pixel CO2 – O canivete suíço dos lasers para uso estético

set 26, 2023

Especialistas em dermatologia e clínicas estéticas sabem que um bom laser fracionado de CO2 pode ser um pilar para sua prática. Ser uma das tecnologias mais confiáveis, testadas e comprovadas do mercado certamente ajuda. Aqui na Alma, nos orgulhamos de sermos os inovadores de um dos lasers de CO2 fracionado mais populares que existem, o Pixel CO2. A complacência nunca fez parte de nossa identidade e recentemente adicionamos alguns novos recursos e protocolos de tratamento a essa ferramenta dermatológica diferenciada.

Além de nossa renomada equipe de P&D, duas forças condutoras deste processo contínuo são o Sr. Alon Efrat, gerente da unidade comercial e diretor sênior, e o Sr. Tal Sarid, diretor de vendas para a EMEA, ambos da divisão cirúrgica da Alma. Conversamos com os dois após uma viagem recente deles por três continentes. Ambos estiveram participando de dezenas de oficinas demonstrando a diversidade do Pixel CO2.

Perguntas e respostas sobre a plataforma de laser Pixel CO2

P: Por ser ablativo, o laser de CO2 do Alma Pixel sempre foi considerado o tipo mais agressivo de laser para tratamentos de revitalização da pele. Como isso mudou com os desenvolvimentos mais recentes da Alma? Vocês podem nos contar alguns dos últimos destaques?

 

Alon: “A tecnologia pixel de laser fracionado nos permite empregar pulsos longos e baixa intensidade a fim de evitar ablação. Isso significa que podemos manter a deposição térmica para contração da pele com quase nenhum tempo de inatividade para o paciente. Além disso, ao usar os pulsos curtos do scanner, somos capazes de realizar tratamentos suaves de peeling com significativamente menos tempo de inatividade em comparação ao peeling de laser de CO2 fracionado padrão ou ao peeling químico.”

 

P: Vocês andaram viajando bastante recentemente, participando de oficinas e demonstrando as capacidades do Pixel de laser de CO2 ao redor do mundo. No que os médicos estavam mais interessados após as aplicações?

 

Tal: “Os mais populares continuam sendo os tratamentos para revitalização da pele, branqueamento (vaginal, perianal, etc) e correções de cicatrizes.”

 

P: Vocês ainda consideram o Pixel CO2 uma plataforma de laser independente tradicional para dermatologistas? Ou vai além disso se considerarmos a gama de recursos?

 

Alon: “Tecnicamente falando, usando um comprimento de onda específico de 10.600 nm. É uma plataforma de laser independente. No entanto, graças às tecnologias pixel e scanner, as clínicas estéticas podem usar isso para tratar uma ampla gama de indicações. Os tratamentos podem ser realizados em abordagens intensas (sessão única, tempo de inatividade longo) e brandas (diversas sessões, tempo de inatividade inexistente ou curto). O Pixel é usado para tratamentos de contração branda ou intensa e melhorias de estrias.

 

A tecnologia scanner é melhor para tratamentos de peeling suave ou profundo, branqueamento e remoção de pigmentos solares. Além disso, todos os tipos de tratamentos e correções de cicatrizes são feitos com essa tecnologia. O melhor controle do tempo de inatividade do paciente é o que realmente torna esse sistema versátil. Isso porque é possível tratar todos os tipos de pacientes, bem como diversas indicações. Toda essa versatilidade existe mesmo sem mencionarmos nossos aplicadores FemiLift Laser, que usam a mesma tecnologia de laser para tratar ressecamento vaginal, incontinência urinária de esforço e outras indicações ginecológicas.”

 

Tal: “É exatamente por isso que costumo chamá-lo de canivete suíço do laser para tratamentos estéticos em minhas apresentações.”

O valor agregado do conhecimento

P: Por ser um laser agressivo, existem alguns procedimentos da plataforma Pixel CO2 que exigem um nível mais elevado de habilidades do profissional?

 

Tal: “Eu diria que a maioria dos tratamentos com o aplicador scanner requerem isso. Obviamente, o aplicador focado requer precisão ao remover pequenas lesões da pele e ao realizar blefaroplastia (levantamento de pálpebra caída) e labioplastia, que são procedimentos realizados em tecidos sensíveis.”

 

P: Nosso laser de CO2 é usado por alguns dos dermatologistas estéticos mais inovadores do mundo. Vocês testemunharam algum uso interessante e criativo dele?

 

Tal: “Com certeza. Uma vez eu testemunhei um dermatologista usando disparos focados diagonalmente na pele. O que acontece é que depois que o tecido da pele cura e se repara, o efeito de firmeza é esticado para cima, criando uma elevação substancial! Outra vez eu vi um aplicador “Skin Tight”, originalmente projetado para tratamentos a laser vaginais, sendo usado para tratar o decote e o rosto. O tratamento produziu resultados notáveis e zero tempo de inatividade. Por fim, também vi nosso laser de CO2 fracionado sendo usado no tratamento de unha encravada. Essa é uma escolha fácil, pois seus benefícios ofuscam o uso de bisturis cirúrgicos em tais casos.”

 

Produtos relacionados

Loading...